Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Bem-vindos ao meu cantinho, cantinho este recheado de pensamentos sobre o meu dia-a-dia, reflexões e opiniões. Sintam-se como que em casa.

#t-h-i-s ♥

"In order to be irreplaceable one must always be different." Coco Chanel

7-4-2010 ♥

por nobody tavares, em 07.04.13



Se há dias em que eu gostava de voltar atrás no tempo, este era um deles. Gostava de voltar atrás três anos, ao dia sete de Abril. Foi um dos melhores dias da minha vida, todos os dias em que os possa ver serão os melhores. E hoje, passados três anos gostava de repetir tudo as mesmas emoções, aquelas borboletas na barriga, o nervosismo, as mãos a tremerem, as lágrimas a escorrerem pela minha cara, os gritos histéricos a saírem da minha garganta mas acima de tudo gostava de poder voltar a sorrir como sorri assim que os vi, ou assim que o vi mais de perto, a ele.
Não importa os anos que passem, o que eu senti naquele dia jamais irei esquecer.♥
You're the sun and I'm the moon...
 

publicado às 22:23

t-h-i-s #32

por nobody tavares, em 04.03.13


Tenho a dizer que fiquei completamente focada na televisão no sábado e sempre que vejo este gif no tumblr fico a olhar minutos e minutos para ele. 
A cara do Tom dá-me vontade de rir e a do Bill mais parece a minha quando estou mesmo a chegar ao limite da paciência. Hahaha boa gémeos, boa!  

publicado às 19:01

Your heart was loud as a lion

por nobody tavares, em 14.02.13

As despedidas custam sempre muito e aquelas em que não há explicação são as piores. Ele não merecia, tinha uma vida pela frente. Foi uma morte muito estúpida...
Ficarei sempre com a imagem de um rapaz cheio de vida, alegre, sempre de sorriso na cara, pronto para defender os amigos... Agora a escola esta de luto. Nunca vi tanta gente na minha vida como hoje, todos unidos a despedirmo-nos de um colega, amigo, sobrinho, neto e filho. Velas e rosas brancas eram colocadas sobre a terra, uma camisola feita pelo amigo ficou também lá. Ele tinha muitas pessoas que gostavam dele, era um miúdo que estava a melhorar muito a maneira de ser e estar.
Agora restam as memórias. Os amigos que estavam com ele no local do acidente não conseguem dizer nada, apenas choram.
A mãe está mal, muito mal. Não consigo descrever a dor que vi naquela mãe. Esta de rastos, ainda não caiu em si, é o segundo filho que perde também com 18 anos. Aquela mãe esta perdida neste mundo...
Ontem de noite foram até ao local do acidente, acenderam velas e estava lá uma fotografia dele. No funeral bateram-se palmas mais do que uma vez e os amigos levaram bonés pois era algo que ele gostava muito.
Custa muito dizer adeus a uma pessoa que sentimos que tinha ainda muito para dar.
Descansa em paz Mi Gaaz, jamais serás esquecido

publicado às 14:06

e ontem...

por nobody tavares, em 09.02.13

E a minha sexta à noite foi passada em pleno skype. Queria ter ido sair mas a companhia não iria ser a melhor por isso deixei-me ficar por casa à espera que a mãe chegasse (em vez de ser a mãe à minha espera xD).
Foi muito bom poder falar com o meu pequenino e com a minha tia e fiquei com muitas saudades mesmo. Contaram-me as novidades...
Por isso não há razão para se preocuparem eu não fui fazer asneiras (achei super engraçado esses comentários e muito fofos sem dúvidas) mas hoje posso dizer que os planos vão ser outros, FESTAAAAAAA!

Antes de sair talvez poste aqui mais alguma coisinha ;)
Bom sábado ♥ 
 

publicado às 17:09

19-01-2012

por nobody tavares, em 19.01.13

Faz hoje um ano que viajei para a Alemanha. A viagem era só de ida mas houve um regresso. Por vezes temos sonhos que podemos realizar mas como em tudo na vida à dificuldades. Eu tinha um sonho, era ir morar para a Alemanha, aquele país que sempre cativou-me, sou teimosa, persistente e metendo isso na cabeça, lá fui eu. No meu sonho encontrei uma enorme dificuldade... as saudades. Não aguentei, chorava todos os dias, e aquilo que eu considerava um sonho estava a tornar-se um pesadelo. Não vou dizer que não vivi muitos momentos de felicidade lá porque estaria a mentir. É claro que fui feliz lá mas não por completo, faltavam-me as pessoas mais importantes.
Desisti e deixei assim uma parte de mim na Alemanha que prometi a mim mesma um dia lá voltar a ser feliz. Não considero jamais isto um erro, foi sim uma lição. Atirei-me de cabeça, sei bem disso mas isto também é uma prova para mim mesma que consigo ir atrás daquilo que eu quero. Hoje sinto bastantes saudades da vida que tinha lá, talvez não aproveitei ao máximo mas diverti-me e criei laços de amizade.
Há um ano atrás disse para mim mesma assim que cheguei a casa, de que iria ter que regressar a Portugal, eu não iria aguentar e foi mesmo isso que aconteceu. Meti na cabeça que não aguentaria e não aguentei mesmo. Agora sei que da próxima vou eliminar todos os pensamentos negativos e seguir em frente.
Apesar das saudades, das teimosias da minha tia, das birras do meu primo, eu era amada e queriam-me lá mas eu só percebi isso quando cheguei aqui, tarde demais. Quero voltar lá mas tenho medo, medo de não querer voltar. Eu gosto muito de estar lá, sinto-me em casa, sinto-me bem, segura e sem preocupações.
Não estou arrependida de todo por ter voltado não! Os cinco meses que estive lá deram para eu realmente ver quem são os meus verdadeiros amigos. Como é óbvio tinha pessoas que só falavam comigo porque eu estava na Alemanha, terra dos Tokio Hotel... hoje essas pessoas já nem me ligam. Mas eu não preciso delas para nada porque com o tempo que passei lá deu para fortalecer os meus laços de amizade com duas amigas minhas a quem eu agradeço por tudo mesmo. Elas merecem um mundo, deram-me muito apoio e palavras que nunca pensei precisar de ouvir. Elas sabem bem quem são, são as minhas meninas e elas são sem razões para dúvidas uma das poucas razões porque eu não me arrependo de ter voltado.
Hoje não me sinto triste nem feliz, sinto-me apenas saudosa. Saudosa por tudo o que vivi lá.
A vida é mesmo assim... Espero acabar o curso o mais rápido possível e voltar para lá, sei que tudo será diferente, muito diferente mesmo. Cresci nesses cinco meses e neste ano que se passou mudei muito, psicológicamente.
Quem segue o blog desde à um ano sabe muito bem que eu nunca mais voltei a tocar no assunto "Alemanha" desde que eu cheguei a Portugal, porque custa-me um pouco mas depois de ter escrito estas palavras parece que tirei um peso de cima de mim, talvez necessitasse mesmo de escrever.
Quero agradecer a todos os que seguem o meu blog e que quando eu estive mais em baixo apoiou-me com comentários super amorosos, muito obrigada do fundo do meu coração. 

P.S. Eu já tive um blog que se chamava "Ich Fahr Allein" e eliminei-o quando percebi que iria mesmo voltar, achei que não fazia mais sentido mas agora arrependi-me... Estava a pensar se gostariam de saber um pouco sobre as minhas aventuras por lá e um pouco da Alemanha. Se estiverem interessados(as) eu criarei uma segunda versão do "Ich Fahr Allein".

publicado às 18:25

to me you'll forever sacred

por nobody tavares, em 11.01.13

E sabem quem vai ser o assunto do post? A minha excelentíssima cunhadinha, Maggiie. Hoje fomos almoçar juntas, foi bom reavê-la e meter a conversa em dia (não é que não esteja porque está sempre em dia) e matar saudades. 
Apesar de ainda estarmos com dificuldades numa coisa hoje vai ficar tudo resolvido e quase prontinho.
A verdade é que ela esta cada vez pior, cada vez tem menos juízo e como a idade não perdoa vai piorar ainda mais mas é assim que eu gosto dela,  tola.


As prendas oferecidas pela cunhadinha e pela mãe dela que é um amor. 


E só porque gosto muito dela, para acabar este post coloco aqui um gif deste rastoso e aviso-a de que já tenho saudades dela, parece impossível mas já tenho.
 

 

 

publicado às 23:36

Be my Santa Claus ♥

por nobody tavares, em 23.12.12

Gostava tanto que eles estivessem no meu sapatinho este ano...

publicado às 11:21

melhor amiga

por nobody tavares, em 13.10.12

Parabéns para a minha melhor amiga!
Infelizmente não vou poder estar com ela hoje mas ela sabe que eu gosto muito muito muito mas mesmo muito dela !♥
 

publicado às 18:50

du warst ...

por nobody tavares, em 13.10.12

F
oi à um ano que partiste, partiste com rumo à Alemanha.
Quando soube de que irias fazer essa grande mudança chorei, chorei muito mesmo. Ligaste-me, disseste-me para eu me sentar mas sempre com aquele tom de brincadeira tão típico na tua voz. Contaste-me que irias viver para a Alemanha, demorei a responder-te, tentava assimilar o que tinha acabado de ouvir. Disse-te que me estavas a mentir e pedi-te para parares com a brincadeira mas assumiste com um tom de voz sério que não estavas a mentir. Tinha-me caído o mundo aos meus pés. Não conseguia encaixar na cabeça de que irias estar a km e km de distância, que iríamos deixar de nos ver. 
Falava contigo, tentava não dar a parecer as lágrimas que me caíam dos olhos e a voz tremida, pedi-te que falassemos antes por mensagens e assim fizemos. Comecei por dizer-te que tinha medo de te perder para sempre e tu disseste o mesmo.
Restava-nos um mês, um mês para que deixássemos de falar com tanta regularidade ou seja para tu partires. Todos os dias dizíamos já sentir saudades uma da outra, já tínhamos tantos planos para o nosso aniversário visto que íamos celebrar no mesmo dia e juntas mas tudo se foi. Tudo se foi contigo. 
Passamos mais um fim-de-semana juntas, mas o último de muitos que tínhamos passado. Ajudei-te a fazer as malas, não imaginas como me custou, trocamos lembranças uma com a outra, mas a mais importante de todas tu perdeste-a assim que chegaste ao teu novo País.
O fim-de-semana voou, o domingo chegou, a hora de eu regressar a casa tinha chegado também. Mais quatro dias e voltávamos a estar juntas mas para nos despedir-mos de vez.
Os quatro dias voaram e a quinta-feira, dia 13 de Outubro tinha chegado. Não tinha pregado olho a noite inteira a pensar na nossa despedida... preparei-me e saí de casa a saber que quando voltasse a entrar ia estar muito triste. Fui bastante cedo para o local onde irias apanhar a camioneta, enquanto esperava que chegasses fui até a um café lá ao lado, escrevi o que estava a sentir naquele momento tudo numa folha que te iria ser entregue. Mais uma vez escrevi a minha morada, apesar de já a teres, na esperança de um dia me escreveres mas nada até hoje. Chegas-te e agarraste-te logo a mim, promete-mos uma à outra que nos iríamos visitar, que quando viesses cá voltávamos a passar os fins-de-semana juntas e a fazer todas as nossas parvoíces. 
Olhei-te pela última vez, abracei-te fortemente, as lágrimas começaram a cair disse-te que gostava muito de ti e tu retribuiste todas as palavras. Pediste-me para não me esquecer de te mandar as nossas fotos e de falar contigo. E depois disto, lá partis-te. Custou tanto, mas tanto. 
A verdade é que chegaste bem, continuamos a falar, ligavas-me e tudo mas entretanto fomos deixando de falar cada vez menos, disse-te passados 3 meses que iria para a Alemanha, ficas-te feliz tal como eu estava. Mas continuávamos a falar ainda menos, chegamos a estar 2 meses sem nos falarmos. Depois de eu já estar no mesmo País que tu, falávamos por sms, entretanto tive os meus altos e baixos e tentei desabafar contigo e foi aí que as coisas mudaram completamente. Dizias ser tão minha amiga mas em vez de me teres apoiado julgaste-me e ainda me chamas-te de "imbecil" indirectamente. Não gostei de ter ouvido tais coisas, não contava mesmo que fosses reagir como reagiste. Fiquei desiludida. Quase não falamos, mudaste muito mesmo. Estas muito bem da vida e fico feliz por assim estares mas por outro lado fico triste por te teres tornado como estás agora. 
Eu perdouo mas não esqueço.
Não importa, faz hoje um ano, um ano que já não estamos juntas. Espero um dia receber uma carta tua, quem sabe um postal a desejar feliz aniversário?

 

publicado às 13:23

sis in law ♥

por nobody tavares, em 11.10.12

 

Isto é tão verdade! Se à 10 meses me perguntassem se eu esperava toda esta grande amizade que nasceu entre nós eu diria não. Não esperava mesmo isto. Hoje estou surpreendida comigo mesma, consigo realmente ser quem sou com ela, falamos sobre um pouco de tudo e temos muito em comum, mais do que o que pensávamos ter. É impossível estar com ela e não sorrir, o sorriso fica estampado na minha cara no momento em que a vejo até ao momento em que nos despedimos. 
Temos vindo a construir esta amizade que do meu ponto de vista não vai deixar de crescer. É uma das poucas pessoas que eu tenho medo, muito medo de perder. E porquê? Porque ela é fantástica, se tivesse que dizer todas as qualidades dela ficava aqui a noite inteira a escrever. 
Amanhã, mal posso esperar para estar com ela. A verdade é que temos estado muitas vezes juntas e eu já me começo a habituar a isso, será que é bom, será que é mau? hahaha, é que o meu estado de loucura deve-se a essa menina, sim porque antes de a conhecer eu era muito inocente, não haja dúvidas, hihi.
Querido tempo, será que te podes apressar? Tenho saudades da minha cunhadinha ♥ 

publicado às 22:40


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D